Por quê radiografar o meu cão?

Por quê radiografar o meu cão?

por Max Macedo setembro 25, 2017

Devemos nos fazer esta pergunta, pois, qual ou quais os motivos que fazem com que a radiografia coxo-femoral (Hip Dysplasia – HD) a de cotovelos (Elbow Dysplasia – ED), e a de coluna seja uma ou não exigência moral na raça Pastor Alemão?

Existem dois motivos básicos, de igual importância: um é porque devemos zelar pela saúde individual do nosso cão, precavendo-nos de problemas futuros através do diagnóstico precoce; outro é que, com a mesma preocupação do bem estar, não de um só cão, mas de toda uma raça, devemos conhecer o que nossos cães são e o que eles tem transmitido, para que possamos ter, a cada geração, uma raça com mais saúde e capacidade de trabalho.

Devido à importância desses motivos, devemos ter como objetivo radiografar nossos cães não apenas por ser uma exigência do sistema ou do clube, para que ele possa ser selecionado ou entrar em uma exposição, mas sim por uma consciência da importância desse diagnóstico. Infelizmente, é da cultura do brasileiro somente realizar determinados procedimentos quando são obrigatórios, porém, para progredirmos com mais velocidade e consistência na criação, devemos mudar esse costume. É muito comum que uma chapa “ruim” não seja enviada para a SBCPA ou para o CBPA, mas isso é um grande erro, pois mesmo os resultados ruins são importantes para termos uma fotografia do que ocorre na raça em nosso país; o ideal seria que todos os cães fossem radiografados, mesmos aqueles que não tenham propósitos competitivos ou reprodutivos, e que todas as chapas fossem formalmente analisadas e publicadas, para que tivéssemos estatísticas reais e não viciadas; isso seria muito bom para a raça em curto prazo.

Apesar de ainda não ser obrigatório no sistema SBCPA ou CBPA, a chapa de cotovelos já é obrigatória na SV desde 1996, e podemos nos antecipar voluntariamente. Estimulo a todos os criadores e proprietários que comecem a radiografar também os cotovelos, e a também exigirem esse laudo quando na escolha de um reprodutor ou na compra de um cão, isto seria um costume muito saudável para a nossa raça. Com certeza o público em geral veria essa notícia com muito bons olhos e levaria a um aumento da credibilidade em nossa raça, consequentemente aumentando o número de novos proprietários de Pastor Alemão.

A Displasia de Cotovelos (Elbow Dysplasia – ED) é um problema diferente da Displasia Coxo-femoral (HD), e pode envolver pelo menos três patologias: a não união do processo ancôneo (NUPA), a fragmentação do processo coronóide, e a osteocondrose dissecante. É uma doença muito mais freqüente do que imaginamos, e tem limitado em muito o desempenho de cães em trabalho, e, conseqüentemente manchado a imagem da raça. Segundo a OFFA (Orthopedic Foundation For Animal), a Displasia de Cotovelos acomete cerca de 18 % dos Pastores Alemães, boa parte disso se apresenta de forma sub-clínica, e os problemas clínicos aparecerão com maior freqüência nos cães submetidos ao serviço. O procedimento para a radiografia de cotovelos é simples, e tanto a SBCPA quanto o CBPA já emitem o laudo que vai para o CRO, como é feito no caso da Displasia Coxo-femoral.

Outra importante preocupação atual entre os criadores e veterinários mais conscientes são as alterações na coluna, que são muito frequentes na raça Pastor Alemão, limitam em muito sua capacidade atlética, e, muitas vezes aparece influenciando apenas na queda do desempenho, mas, por, em alguns casos, ser de caráter mais sutil e progressivo, não são diagnosticadas, e, a tal perda de desempenho fica atribuída a idade, ao cansaço, ou mesmo fica sem resposta, mas de fato tem uma causa muito presente e, desconhecida pela maioria.

Comumente os problemas de coluna se iniciam com uma alteração congênita denominada “vértebra de transição”, ou, “sacralização”, que é a existência de uma vértebra anômala, normalmente a 1a vértebra sacral, que deveria se apresentar na radiografia soldada ao restante do sacro, e encontra-se “livre”, se assemelhando a uma vértebra lombar. Essa alteração propicia uma instabilidade nessas articulações e predispõe o cão de trabalho a possibilidade de desenvolvimento de hérnias de disco, espondilites e, mais tardiamente, ao desenvolvimento da temível “síndrome da cauda equina”. O assunto é tão sério que, preocupada com isso, a RSV2000 já faz campanha pública em seu website para que todos os cães sejam radiografados, permitindo assim uma seleção de indivíduos livres de problemas para a reprodução.

Ainda não encontrei literatura que descreva quais os mecanismos de transmissão genética das vértebras de transição, e, em seres humanos, o fato é considerado apenas um achado acidental radiológico. O que posso dizer em minha experiência como criador, que radiografo todos os meus cães, é que alguns reprodutores e matrizes que já tive, mesmo que não tivessem a alteração, dependendo da combinação do cruzamento, apresentavam filhos com a anomalia, o que nos sugere ser talvez um ou mais genes recessivos parte responsável pelo problema.

Ao solicitar o RX de quadril, solicite também ao veterinário credenciado que execute, durante o mesmo procedimento, as radiografias dos cotovelos e ao menos da coluna lombar, tentando identificar a presença de vértebras de transição/sacralizações e, alterações ósteoartróticas incompatíveis com a idade. Isso seria um grande avanço na criação, e, uma grande medida de proteção ao bem estar de nossos cães. Cães que apresentem essas alterações nas radiografias devem, assim como no caso das displasias de quadris e cotovelos, ser retirados da reprodução, para o bem futuro da raça, e, os pais destes, não mais repetirem esse cruzamento. Você interessado em adquirir um filhote, peça ao criador o laudo de cotovelos e coluna dos pais, assim como já é costume sobre os quadris.

Vamos começar a fazer a diferença?

Se você gostou desse conteúdo, aproveite para fazer o download do e-book gratuito Entendendo o Aprendizado Canino: O Início de Tudo.

Entre na lista de espera do treinamento online Entendendo o Aprendizado Canino: O Guia Definitivo para reservar sua vaga no curso mais completo voltado para adestradores que querem se especializar em comportamento canino disponível em língua portuguesa: https://www.maxmacedo.com.br/pre-inscricao

SITE OFICIAL: http://maxmacedo.com.br/

CURTA NO FACEBOOK! https://www.facebook.com/maxmacedoofial 

SIGA NO INSTAGRAM! https://www.instagram.com/maxmacedooficial

Social Shares

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *