O desenvolvimento do filhote

Dicas

O desenvolvimento do filhote

Max Macedo
Escrito por Max Macedo em 1 de junho de 2017
ENTRE PARA A MINHA LISTA VIP

Cadastre-se para receber a minha newsletter

Assim como em outras espécies, e inclusive o homem, os cães passam por fases circunscritas da vida denomina- das “períodos críticos”. Determinados tipos específicos de aprendizado devem ocorrer nesses períodos, ou, caso contrário, de alguma forma, permanecerá uma lacuna. Durante estas “janelas” o indivíduo estará mais suscetível a eventos externos específicos, o mesmo não ocorrendo fora desses tempos.

Os cães apresentam 4 períodos críticos básicos, sendo que, dos 4, o 3o é o mais importante em toda a vida do cãozinho.  Conheça mais dessas etapas para o desenvolvimento do filhote

1. Período neonatal

Vai do nascimento até os 14 dias. Nesse período o cãozinho está restrito principalmente a mamar e a dormir. O tato é um sentido já bem desenvolvido ao nascimento.

2. Período transicional

Vai dos 15 dias aos 21 dias, e começa com o mo- mento da abertura dos olhos; ocorre aí a transição do rastejo para a marcha. Começa-se aí a percepção da existência dos irmãos.

3. Período social

Vai dos 21 dias até, aproximadamente, 12 semanas de idade. Seu início é mais definido, mas, seu término nem tanto. É sem dúvidas o período mais importante de toda a vida do cão, pois nele ocorrem fases de indispensável necessidade de estabelecimento e direciona- mento social, início do aprendizado estável e pico da velocidade de aprendizado condicionado, grande desenvolvimento da coordenação motora, formação de hábitos alimentares e estabelecimento de hábitos higiênicos.

É nesta fase que o filhote deverá ser exposto as espécies que queremos que ele conviva no futuro, como o ser humano, outros cães, gatos etc. Caso não haja a adequada exposição durante esta fase, lacunas sociais de diversas formas e proporções permanecerão para toda a vida.

O aprendizado estável inicia-se em torno das 8 se- manas, e, apresenta um pico de velocidade de desenvolvimento de reflexos condicionados em torno das 12 semanas.

Muito da coordenação motora na só poderá ser desenvolvida nessa fase, pois, ainda ocorre no Sistema Nervoso de maneira mais intensa e generalizada o fenômeno da neuroplasticidade, com a neurosinaptogênese e poda sináptica, conforme vimos na neurofisiologia.

Diversos experimentos demonstram distúrbios sociais em cães decorrentes da não exposição social adequada durante essa fase. Caso o filhote não tenha contato com seres humanos, poderá ser ou excessivamente arredio, ou, excessivamente agressivo com pessoas, e, da mesma forma, se um filhote não tiver contato com outros cães, poderá desenvolver comportamentos antissociais em relação a outros cães que não serão mais solucionados.

Esse desenho esquemático nos mostra a diferença observada em neurônios de ratos de dois grupos diferentes, um crescido em um ambiente “pobre”, e, outro, em um ambiente “enriquecido”, devido a estimulação sensorial durante períodos sensíveis:

Podemos a firmar com tranquilidade que, a partir dos 55 ou 60 dias de idade, é o grande momento para iniciarmos no filhote o condicionamento de um ambiente motivacional e o ensino de fundamentos, posições e coordenação motora.

Na verdade, ocorrem, de maneira coincidente e simultânea, diferentes e paralelos processos e fenômenos nesta fase da vida do filhote, são processos sociais, motores, cognitivos, de hábitos alimentares e de higiene. O conhecimento de que processos tão importantes tem seu pico nessa faixa etária, nos alerta para a importância e responsabilidade de nos atentarmos de maneira cuidadosa aos nossos cãezinhos durante esse período tão especial para toda a sua vida .

4. Período juvenil

Vai do término do período social (12 semanas aproximadamente) até a maturidade sexual.

Nesta fase o interesse de contato social tende a diminuir em relação ao aumento do espírito de exploração ambiental, que tende a aumentar. A janela social já foi fechada, e, para aqueles cãezinhos adequadamente socializados na fase anterior, faz-se necessário nessa fase apenas uma manutenção regular de contato social, e, continuidade dos diversos aprendizados. Nessa fase há uma queda substancial e gradativa da velocidade de estabelecimento de novas conexões.

Se você gostou desse conteúdo, aproveite para fazer o download do e-book gratuito Entendendo o Aprendizado Canino: O Início de Tudo.

Entre na lista de espera do treinamento online Entendendo o Aprendizado Canino: O Guia Definitivo para reservar sua vaga no curso mais completo voltado para adestradores que querem se especializar em comportamento canino disponível em língua portuguesa: https://www.maxmacedo.com.br/pre-inscricao

SITE OFICIAL: http://maxmacedo.com.br/

CURTA NO FACEBOOK! https://www.facebook.com/maxmacedoofial 

SIGA NO INSTAGRAM! https://www.instagram.com/maxmacedooficial

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vamos juntos transformar cultura canina no Brasil

Cadastre-se para receber minhas novidades